Doenças do A a Z

doenças

Amigdalites

Febre, mal-estar, dor de garganta, e de cabeça, falta de apetite, inchaço (edema) abaixo do maxilar são os principais sintomas desta doença de origem víral ou bacteriana. Pode-se contrair mais do que uma vez e conduz a sérias complicações de saúde, afectando nomeadamente os rins, o coração ou as articulações.

Angina e Faringite na garganta das crianças

Angina e faringite são a infecção da faringe e das amígdalas das crianças. É uma inflamação da faringe que provoca geralmente dor de garganta e que pode ser causada por uma variedade de microrganismos.

Apendicite nas crianças

A apendicite é uma inflamação do apêndice vermicular, um pequeno órgão que se encontra no princípio do cólon ascendente. A inflamação do mesmo se dá quando se obstrui e o conteúdo fecal retido prejudica e infecta as paredes do apêndice. Caracteriza-se por vómitos, dor abdominal (em geral localizado na parte direita do abdómen, um pouco abaixo do umbigo), e febre moderada.

Asma

Tosse, que pode ou não ser acompanhada de expectoração, falta de ar, pieira e dor ou aperto no peito são os sintomas mais frequentes. As acentuadas mudanças de temperatura e as infecções por vírus favorecem o agravamento das crises de asma. No Outono, Inverno e principalmente na Primavera, os cuidados e as orientações devem ser redobrados, porque as condições ambientais, de modo geral, são mais favoráveis ao aparecimento das crises. Para diminuir a probabilidade da ocorrência da doença, não se deve expor a criança ao fumo de tabaco, há que limpar e arejar a casa com frequência, aspirar colchões e eliminar peluches tapetes e alcatifas.

Astigmatismo

Corresponde a uma qualidade visual desigual consoante o eixo visual em causa. É na maioria uma curvatura desigual da córnea, provocando uma visão distorcida. Pode ocorrer isoladamente ou associado aos outros defeitos refractivos.

Bronquite

Inflamação nos bronquíolos geralmente causada por uma infecção viral. Causa tosse e deficiência respiratória e, normalmente afecta as crianças até aos dois anos de idade, sendo que a maioria dos casos ocorre entre os três e os seis meses. Dado ser muito contagiosa, deve evitar-se o contacto com outras crianças.

Candidíase

Candidíase provoca lesões na boca pela infecção da mucosa bucal, aparecendo lesões embranquecidas  parecidas a grãos de sêmola. Também pode afectar a zona das fraldas. Na boca é popularmente chamada de “sapinhos”, acorrendo principalmente em crianças.

Catarro em crianças e bebés

O catarro é um sintoma que indica que a criança tem uma gripe ou está constipada. Catarro é uma mistura de proteínas, água e restos celulares produzidos pela mucosa para proteger as vias aéreas. A sua função é filtrar o ar que respiramos que normalmente é infectado por bactérias e outras impurezas.

Convulsões em crianças e bebés

As convulsões são uma alteração neurológica súbita e transitória que ocorre relacionada com a febre. Pode manifestar-se em crianças dos 6 meses aos 5 anos de idade, com mais frequência nas de 2 anos.

Diabetes

A diabetes é uma doença crónica que se representa por um aumento dos níveis de açúcar (glicose) no sangue e pela incapacidade do organismo em transformar toda a glicose proveniente dos alimentos. À quantidade de glicose no sangue designa-se glicemia e quando esta aumenta diz-se que o doente está com hiperglicemia. Estes podem surgir em familiares directos com diabetes, em obesos, em pessoas com o colesterol alto, mulheres grávidas, entre outros…Os sintomas de uma forma geral podem ser: urinar muito, ter muita sede, emagrecer muito rapidamente, sentir muito cansaço e dores musculares, comer excessivamente e não ficar satisfeito, sentir dores de cabeça, náuseas e vómitos.

Dermatite Atópica

Inflamação crónica das camadas superficiais da pele, geralmente associada a outros distúrbios alérgicos, embora ainda não se saiba direito a razão. Por isso, é mais comum em quem tem asma ou quando existem asmáticos na família. Stress emocional, mudanças de temperatura ou de humidade, infecções cutâneas bacterianas e o contacto com tecidos irritantes, em especial a lã, estão entre as causas mais comuns. Em bebés, é ainda causada por alergias alimentares.

 Diarreia

Fezes muito liquidas, mais de quatro vezes ao dia e em quantidade podem ser sinal de diarreia, uma doença que requer rapidez no tratamento para que a criança não desidrate. Caso amamente, dê peito mais vezes por períodos mais curtos e beba muita água, cerca de 3 a 4 litros de água por dia. A diarréia é uma doença que se caracteriza pelo aumento do número de vezes que uma criança evacua. Às vezes podem ser leves, líquida ou semi-líquida. Pode ser que a criança apresente febre ou vómitos.

Diarréia e Vómito

A primeira é a maneira pela qual o organismo se livra de toxinas e substâncias nocivas causadas por vírus, bactérias, protozoários, alimentos contaminados ou alergia ao leite. Já o vómito, isoladamente, em geral está ligado a infecções no estômago ou intestinos. O perigo é de que esses incómodos avancem para uma desidratação, o que é ainda mais grave se a criança for pequena. Se o vómito for frequente e a criança não estiver ganhando peso como o esperado, pode ser intolerância alimentar a algum tipo de alimento ou refluxo. Tosse, catarro ou infecção na garganta também podem provocar vómito. Os sintomas são: A diarréia é caracterizada por evacuações líquidas e frequentes. Pode ou não haver febre. E os vómitos geralmente são precedidos por náuseas e cólica abdominais. A criança fica pálida. Tratamento: Oferecer alimentos e líquidos frios ou na temperatura ambiente, em pequenas quantidades, até que o vómito finde.

Estrabismo

É um desalinhamento ocular estável ou ocasional. As pessoas mais afectadas são as crianças, mas também pode surgir em adultos, devido a acidente ou traumatismo. Pode ser congénito, podendo os olhos estarem desviados para dentro ou fora e/ou para cima ou para baixo. As crianças tendem a usar menos o olho desviado, levando a que este fique “preguiçoso”. Esta redução da visão – designada ambliopia – é irreversível. Deve estar atento se verificar que o seu filho tem problemas deste género deverá fazer um exame oftalmológico.

Gripe em crianças e bebés

A gripe é uma infecção respiratória altamente contagiosa, que apresenta os seguintes sintomas: febre elevada, cefaleias, vómitos, tosse seca, e em alguns casos, rinite, conjuntivite, e faringite. Esta doença pode manifestar-se durante dois a quatro dias. É muito vulgar no inverno, sendo de grande contágio.O período de incubação é de 1 a 3 dias. Em crianças pequenas é pode manifestar-se em também com a gripe, otite média aguda, e a bronquite.

Gripe

Doença respiratória causada por vírus. Como eles sofrem diversas mutações, até que o organismo da criança crie algumas defesas, os episódios são frequentes e só começam a diminuir a partir do terceiro ano. No frio, esta doença pode ser contraída mais facilmente porque as pessoas tendem a ficar em ambientes fechados, facilitando a transmissão do vírus. Eles diminuem a resistência da criança, o que permite a invasão de microrganismos que causam inflamações como amigdalite, otite, sinusite, rinite, bronquite e até pneumonia. Os sintomas são: Febre, dor de cabeça, nariz sempre com pingo, tosse, dor no corpo e inflamação na garganta, entre outros.

Hipermetropia

É um defeito refractivo caracterizado por dificuldade de visão ao perto. O trabalho mais minucioso ou a leitura aumentam a exigência de focagem, provocando fadiga ocular e até dores de cabeça. Pode ser a causa do mau aproveitamento escolar de uma criança. Um olho hipermetrope é, habitualmente, mais pequeno do que o normal. A “resistência” à hipermetropia diminui com a idade.

 Meninginte em criança e bebés

A meningite é a inflamação das meninges (membranas que afectam o cérebro e a medula espinhal) secundária a uma infecção. É uma infecção grave do Sistema Nervoso Central, podendo por em perigo a vida da criança ou deixar sequelas (surdez, entre outras).

Miopia

A imagem é focada à frente da retina e traduz-se por uma dificuldade de visão ao longe. Um olho míope é normalmente maior que o normal e é mais propenso a algumas doenças (ex. glaucoma, descolamento de retina, etc.).

Sarampo

É uma doença grave e muito contagiosa, que costuma dar origem a epidemias (com a vacinação são actualmente raras). Antes do seu aparecimento três ou quatro dias antes da erupção, a criança manifesta um mau-estar geral, febre, tosse, dor de garganta. Outros sintomas podem ser inchaço nas pálpebras, nos olhos, incomoda a luz, a vermelhidão da mucosa da boca.  O vírus do sarampo manifesta-se inicialmente são manchinhas vermelhas, que depois descamam. Aparecem no tronco e vão-se estendendo à cara (que parece ficar inchada)  e aos membros. No rosto as manchas acumulam-se nas bochechas, e á volta dos olhos, e atrás das orelhas. No interior da boca, na parte de dentro dos lábios, e nas bochechas podem aparecer uns pontinhos brancos, do tamanho da cabeça de um alfinete, que se denominam manchas de Koplik.  Esta doença mantêm durante três ou cinco dias as lesões. A recuperação completa acontece entre os sete e os dez dias depois do inicio do exantema. Não tem tratamento, apenas se pode tratar os sintomas, como a febre com antipiréticos e compressas frias, uma xarope para a tosse. Aconselhando-se repouso. Após ter sarampo, pode dar origem a conjuntivites, otite média, pneumonia e em casos raros encefalite. Nos adultos o sarampo pode ser muito grave. Vacina é chamada tríplice vírica (sarampo, varicela, papeira). É tomada em duas doses.

 Rubéola

Esta doença é pouco grave nas crianças, mas grave no feto se a mãe a apanha durante o primeiro trimestre de gestação. Nesse período em que os órgãos do futuro bebé estão em formação pode causar surdez, malformações cardíacas, atraso no crescimento, transtornos oculares … ou mesmo a morte.  O vírus da rubéola começa por pequenas erupções na pele, de cor rosada e de forma semelhante às do sarampo. Não dão comichão. Começam pela cara e estendem-se até aos pés. No tronco são mais intensas. Esta doença tem a duração de três a cinco dias. Os sintomas começam por parecer uma constipação, com mal-estar, olhos congestionados, dor de garganta, e febre. Os sintomas mais frequente é o aparecimento de gânglios na nuca e atrás das orelhas que podem ser dolorosos. O tratamento para a rubéola é dar á criança paracetamol ou ibuprofeno para a febre. Nas crianças esta doença não é grave mas nos adultos pode provocar pneumonia ou encefalite. A vacina é incluída no calendário de vacinas.

Varicela

É uma doença muito contagiosa, não convém que o doente tenha contacto com outras crianças ainda que sejam imunes e muito menos com mulheres  grávidas. Esta doença surge por ser manchas vermelhas (máculas), depois ganham relevo e de seguida transformam-se em bolhas de água e finalmente em crostas. Durante o tempo que dura não deve sair de casa. As borbulhas dão muita comichão, não deixam cicatriz a não ser que as criança as arranque com as unhas. As borbulhas surgem pelo corpo todo, e demora a uma semana até que todas as borbulhas sequem. Esta doença pode dar febre, muita comichão, dor de cabeça, sensação de cansaço. O tratamento é tomar banho para aliviar a comichão, pediatra pode receitar um anti-histamínico para diminuir a comichão. E anti-histamínico para baixar a febre.

Fissura anal

É um rasgão ou greta de pouca profundidade na mucosa do ânus, produzida pela distensão que a expulsão de fezes volumosas e duras provoca. Por vezes pode ver sangue nas fezes e por vezes pode ver um rasgão superficial no orifício do ânus. Se o bebé chorar ao fazer cocó, pode ter uma fissura. A causa mais comum é a obstipação, pois as fezes duras e secas são capazes de rasgar a mucosa. Pode tornar-se recorrente. O único tratamento que se pode fazer é se a causa for a obstipação em receitar algo para que as fezes sejam macias e não provocar fissuras. Aplicar uma pomada anti-inflamatória ou cicatrizante receitada pelo pediatra e aplicar para que a fissura feche.

Outros artigos relacionados:



10 Comments

  • Alexandra
    Janeiro 9, 2010 | Permalink | Responder

    eu tenho uma filha de 2 anos, e ja algum tempo que ela tem a lingua branca, mau alito e a uns dias para ca ela tem andado rouca, eu gostaria de saber se me podem enformar sobre tudo isso

  • c
    Dezembro 29, 2010 | Permalink | Responder

    Gostaria que me aconselhassem, se estarei a fazer bem, a minha bébé tem 2 meses e está com o olho sempre com lagrimas e cheio de remelas , limpo os olhos sempre com o soro fisiologico será que me aconselham outra opção…

  • Dra. Patrícia Leão
    Abril 8, 2011 | Permalink | Responder

    Uma correção importantíssima:

    “O catarro é um sintoma que indica que a criança tem uma gripe ou está CONSTIPADA”?

    CONSTIPAÇÃO = Mudança nos hábitos INTESTINAIS: dificuldades de avacuação de fezes. Nada tem a ver com vias aéreas.

    • Carina
      Janeiro 12, 2012 | Permalink | Responder

      Uma correcção importantíssima:

      De acordo com o dicionário de língua portuguesa:

      constipação: nome feminino

      1. estado inflamatório das vias respiratórias causado por vírus ou resfriamento e acompanhado por calafrios, cansaço e mal-estar geral

      2. MEDICINA prisão de ventre

      (Do latim constipatiōne-, «acumulação»)

  • Patricia Nune
    Abril 19, 2011 | Permalink | Responder

    Fui informada hoje que meu sobrinho de 03 anos Gabriel tem o coração inchado , ele fez um exame de RX que acusou que o coração dele está maior do que deveria o que fazemos estamos desesperados , por acaso ele fez o exame para operar da garganta , ele é extremamente saudável , corre e não se cansa , se fosse algo grave , falta de ar, e cansaço não seria algo comum? Ele ficou muito assustado para fazer um eletro , que por desespero dele demorou 04 horas pois estava bem assustado , isto altera o resultado do exame ? .
    Muito obrigado por favor me orientem e me ajudem, grata !
    Patricia Nunes -SP

  • cassia
    Julho 9, 2011 | Permalink | Responder

    meu netinho nasceu saudavel mas quando chegou em casa começou a aparecer bolhas de pus em seu pescoço e partes intimas gostaria de saber o que e isso e tambem seu ouvido direito fica soltando secreção

  • alessandra
    Setembro 19, 2011 | Permalink | Responder

    eu estou fasendo uma pesquisa da escola mas não sei se esiste esta doença chamada oxinuaricos

  • ERika
    Outubro 9, 2011 | Permalink | Responder

    Meu bebe tem 7 meses e desde os 5 não para de tossir, quando para fica só algumas semanas e depois volta, há duas semanas começou de novo e agora descobrimos que ele está com rubeola. O que fazer para meu bebe não ficar tão doentinho? Ele fica na creche mais de 10 horas por dia.
    Obrigada

    Obs: lá no topo da página, nos menus, está escrito planeamento e não planejamento. Falta o J.

  • Flávia
    Dezembro 15, 2011 | Permalink | Responder

    Meu filho tem 1 ano e 7 meses ele pegou catapora ocorreu tudo bem desde ontem ele esta com irritação na garganta tosse e vomita e esta com diarreia e umas manchas branca no rosto alguem pode me orientar sobre isso!!..queria me informar antes de levar ele no medico!!

  • loanda oliveira
    Março 18, 2012 | Permalink | Responder

    Tenho um bebe de 6 meses e ela começou a sentir uma dor muito estranha como uma fisgada na coluna ou nas costinhas ficando toda molhe,aparentando fica com os nervos contraido e gelada,o mesmo fica dando intervalos e depois senti novamente.
    Gostaria de saber o que é?

Deixe o seu comentário

Deixe o seu comentário, ou efectue uma ligação para este artigo.
Poderá também subscrever estes comentários via RSS.

O seu e-mail nunca será publicado. Os campo obrigatórios estão assinalados como um *