Qual a Idade ideal para se ser mãe?

Mae e Filho

Mae e Filho

Actualmente os casais adiam a decisão de ter um filho, mas a pergunta sobre se existe uma idade “ideal” para ser mãe, permanece. As regras do jogo mudaram: agora a mulher tem filhos mais tarde, os casais pensam maduramente sobre a decisão de serem  e o cenário da maternidade parece  ter-se flexibilizado. No entanto perguntamos a nós próprios se existe um momento “ideal” para se ser mãe… Por isso, analisámos detalhadamente este controverso tema.

No passado as meninas desejavam casar desde cedo, isto reflectia com bastante clareza as expectativas de qualquer adolescente. O pacote matrimonial incluía um vestido imaculado, cerimonia na igreja, um banquete de casamento, pompa e circunstância…e pouco tempo depois, um filho.

No imaginário social dos fins do século passado, havia um momento no qual se partia do principio que uma jovem devia encontrar um “bom rapaz”, atraente, um promissor marido e um bom futuro pai. Assim o imaginavam os pais para o futuro das suas filhas. Hoje, a história mostra-nos que as coisas mudaram.

Na realidade, uma jovem que termine o curso secundário quase sempre inicia uma carreira universitária, ou começa a trabalhar para colaborar no sustento da sua própria família de origem. Desta maneira, se existe um namorado ou alguém com quem sair, a curto prazo ela não pensa em casamento e muito menos em ter filhos. A prioridade é concluir o curso, e obter um “canudo” que a habilite a trabalhar naquilo que escolheu como modo de vida e de sustento.

É claro que querer a independência económica, procurar casa própria ou alugar um apartamento e viver sozinha, era uma situação impensável nesses tempos, e se isso acontecia era à custa de brigas e zangas, e discussão com os pais, que não podiam compreender a necessidade de autonomia da sua filha. Nem suspeitavam que se tratava, simplesmente, do desejo de construir o próprio ninho libertando-se da infância, da adolescência, dos papás, para começar uma vida independente sem precisar de um casamento convencional para o obter.

Outros artigos relacionados:



5 Comments


    Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function ereg() in /home2/roqgod/public_html/wp-content/themes/thestars/functions.php:219 Stack trace: #0 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/class-walker-comment.php(180): wpbx_comment(Object(WP_Comment), Array, 1) #1 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/class-wp-walker.php(146): Walker_Comment->start_el('', Object(WP_Comment), 1, Array) #2 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/class-walker-comment.php(140): Walker->display_element(Object(WP_Comment), Array, '3', 0, Array, '') #3 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/class-wp-walker.php(371): Walker_Comment->display_element(Object(WP_Comment), Array, '3', 0, Array, '') #4 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/comment-template.php(2096): Walker->paged_walk(Array, '3', 0, 0, Array) #5 /home2/roqgod/public_html/wp-content/themes/thestars/comments.php(33): wp_list_comments('type=comment&ca...') #6 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/comment-template.php(1471): require('/home2/roqgod/p...') #7 /home2/roqgod/public_html/wp-co in /home2/roqgod/public_html/wp-content/themes/thestars/functions.php on line 219