Sutura da ferida e cicatrização – Parto vaginal

Sutura pós parto

Sutura pós parto

Geralmente, esta operação efectua-se com materiais reabsorvíveis, de modo que posteriormente não será necessário retirar os pontos. A sutura efectua-se plano por plano, começando de dentro para fora. O último que se sutura é a pele. A quantidade de pontos depende do tamanho do corte; habitualmente realizam-se entre quatro e cinco.

O processo de cicatrização

A cicatrização da ferida depende das características pessoais mas normalmente o processo leva entre duas e três semanas. Os lóquios (perdas sanguíneas próprias do puérpio), o calor e a humidade na zona da ferida constituem um excelente caldo de cultura e proliferação de germens, de maneira que ás vezes pode produzir-se uma infecção. Por isso, face a uma dor intensa, odor desagradável ou secreção importante, é preciso consultar imediatamente o médico. Se a infecção se confirmar, o profissional indicará o tratamento com antibióticos. É normal que a primeira semana depois do parto  a mulher sinta ardor na ferida no momento de urinar. E também é frequente que na primeira vez que evacue sofra uma dor intensa, devido á distensão dos tecidos do períneo, onde se localiza a ferida.

Cuidados especiais a ter com a zona:

  • Como se trata uma zona que normalmente se encontra húmida, é importante tratar de a manter o mais seca e limpa possível;
  • Durante a primeira semana posterior ao parto, convém efectuar a higiene com um desinfectante adequado pelo menos uma vez ao dia. Também se pode utilizar o secador de cabelo regulado a fria para conseguir uma boa secagem;
  • O banho diário não está proibido: a mulher pode tomar um duche de forma habitual a partir do segundo dia posterior ao parto, mas deverá esperar cerca de um mês para desfrutar de um banho de imersão;
  • Para reiniciar as relações sexuais com penetração é preciso aguardar aproximadamente quarenta dias, mas para o resto das práticas sexuais não tem contra-indicações.

Outros artigos relacionados:



29 Comments


    Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function ereg() in /home2/roqgod/public_html/wp-content/themes/thestars/functions.php:219 Stack trace: #0 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/class-walker-comment.php(180): wpbx_comment(Object(WP_Comment), Array, 1) #1 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/class-wp-walker.php(146): Walker_Comment->start_el('', Object(WP_Comment), 1, Array) #2 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/class-walker-comment.php(140): Walker->display_element(Object(WP_Comment), Array, '3', 0, Array, '') #3 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/class-wp-walker.php(371): Walker_Comment->display_element(Object(WP_Comment), Array, '3', 0, Array, '') #4 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/comment-template.php(2096): Walker->paged_walk(Array, '3', 0, 0, Array) #5 /home2/roqgod/public_html/wp-content/themes/thestars/comments.php(33): wp_list_comments('type=comment&ca...') #6 /home2/roqgod/public_html/wp-includes/comment-template.php(1471): require('/home2/roqgod/p...') #7 /home2/roqgod/public_html/wp-co in /home2/roqgod/public_html/wp-content/themes/thestars/functions.php on line 219