Amniocentese

É um exame médico que consiste na colheita de liquido amniótico ( o âmnios é a membrana que envolve o feto)e que permite analisar geneticamente as células do bebé. É realizado através da introdução de uma agulha apropriada na região abdominal da grávida, que permitirá a colheita do liquido amniótico. O exame dura apenas alguns minutos e é acompanhado por uma ecografia, que serve para orientar o trajecto da agulha por forma a evitar que o feto seja atingido.

Este tipo de exame identifica todas as doenças no “mapa dos cromossomas”, sendo as mais frequentes a trissomia 21, mais conhecida pelo síndrome de Down ou mongolismo. Apenas as grávidas com mais de 35 anos é que deverão fazer este exame ou caso seja uma gravidez problemática e o médico assim o aconselhe. Este exame deve ser realizado entre a 14ª e a 18ª semana de gestação, e deverá submeter-se a uma consulta de genética, onde será interrogada sobre o historial clínico da sua família e da do pai da criança.

Não existe qualquer tipo de dor associado, apesar do tamanho da agulha ser grande. Algumas mulheres sentem desconforto durante a retirada do liquido amniótico. Após a colheita do liquido amniótico, deixam-se crescer as células recolhidas em laboratório durante duas a três semanas. No final deste prazo é possível estabelecer o cariótipo da criança e estudar o mapa dos cromossomas, verificando se existe alguma alteração na estrutura.

Deverá ter como precaução após o exame, repouso absoluto evitar esforços, durante pelo menos 24 horas. Terá que esperar pelos resultados pelo menos duas a três semanas, o tempo necessário para obter a leitura das células, o que é normal que provoque alguma ansiedade á futura mãe.

Se houver infecções, os tratamentos nunca são intra-uterino. Se se tratar por exemplo de toxoplasmose, pode ser medicada antes do parto.

Terá que fazer a Amniocentese caso:

  • Tiver mais de 35 anos;amniosentese
  • Existir um familiar próximo afectado por alguma doença cromossomática ou se já tiver um filho com síndroma de Down;
  • For portadora de doenças cromossomáticas ligadas ao cromossoma X;
  • Sofreu três ou mais abortos espontâneos;
  • O médico, geralmente no decorrer da ecografia das 12 semanas, suspeitar de defeito no feto, possivelmente associado a anomalias cromossomáticas.

Outros artigos relacionados:



2 Comments

  • url url'>rutileia souza
    Outubro 11, 2012 | Permalink | Responder

    gostaria de saber se a amiosentese pode diaginosticar uma doenca que e a fibrose quimica?

  • Elizabete Resende
    Janeiro 25, 2011 | Permalink | Responder

    como trabalho com criança esta informações nos conhecimentos que preciso para ajudar os meus…. Fico muito grata por seres humanos que nos orientam…

2 Trackbacks

  • url url'>Apresentação | Portal do Alvinho
    Outubro 9, 2014 | Permalink | Responder

    […] decidimos não realizar os exames invasivos capazes confirmar essa suspeita, especificamente a amniocentese. Concordamos em não assumir o risco (de 1%) de perder a […]

  • Amniocentese, eu fiz ! | Instalação de Teste do WordPress
    Julho 3, 2014 | Permalink | Responder

    […] o médico perguntou a minha idade e em seguida disparou: “quando vamos marcar a amniocentese ?” Eu gelei ! Não que ele tivesse visto no meu bebê algum problema que indicasse o […]

Deixe o seu comentário

Deixe o seu comentário, ou efectue uma ligação para este artigo.
Poderá também subscrever estes comentários via RSS.

O seu e-mail nunca será publicado. Os campo obrigatórios estão assinalados como um *