Quantidade & Qualidade de tempo com os seus filhos

BebeEspecial3390x252A maior parte dos pais trabalham, ou seja pais e mães trabalham e os seus filhos passam grande parte do dia na creche ou no infantário, ou na escola, ATLs ou salas de estudo. No final do dia nem sempre existe energia e boa disposição para estar com os filhos e fazer o que tanto nos pedem, que é brincar ou passar algum tempo de qualidade com eles. Como durante a semana de trabalho nos falta a paciência e energia adiamos para o fim-de-semana.

Mas isto faz parte da própria vida, que apesar de gerar culpabilidade nos pais, a vida é mesmo assim, é necessário trabalhar para viver e dar aos filhos aquilo que eles nos solicitam no seu dia-a-dia, mesmo porque nós pais, acabamos por lhes comprar muitas vezes determinados objectos por nos sentirmos culpados e cheios de remorsos.  Para conseguir dar tempo com qualidade aos filhos é necessário muita paciência e disciplina, e não precisamos de tanto tempo como julgamos, apenas precisamos de cerca de uma hora por dia.

Se têm muito para fazer no fim-de-semana, tente negociar com o seu filho algumas das actividades. Poderá motivá-los com algumas actividades e depois deixá-los realizá-los sozinhos ou ainda poderá dividir o seu fim-de-semana, sendo a manhã para ir a algum local de agrado dos seus filhos e o restante tempo poderá trabalhar ou descansar. A negociação é um processo que funciona e que ensina a ambas as parte a ceder, assim poderão dar e receber um pouco, de ambos os lados.

O balanço final e sem dúvida a qualidade de tempo que poderá passar com os seus filhotes, por isso quando estiverem juntos esteja de corpo e alma presente junto deles, desligados das preocupações do dia-a-dia que apesar de não desaparecerem poderão ser colocados de parte por algum tempo.

Outros artigos relacionados:



One Comment

  • tania
    Julho 6, 2010 | Permalink | Responder

    este artigo tocou-me mesmo…sinto me culpada por ter de trabalhar, depois chego a casa e trabalho mais…temos de sobreviver…mas as vezes nao nos lembramos de viver. vou ficar mais descansada quando ele for para a escola…estara a conviver com outras crianças.

Deixe o seu comentário

Deixe o seu comentário, ou efectue uma ligação para este artigo.
Poderá também subscrever estes comentários via RSS.

O seu e-mail nunca será publicado. Os campo obrigatórios estão assinalados como um *