Surpresas mais frequentes no recém-nascido

Recém-nascido

Recém-nascido

Os pais durante nove meses, assistiram a aulas de preparação para o parto e aprenderam de cor todas as recomendações do ginecologista, mas, para grande surpresa, o recém-nascido não é como esperavam. Apesar de tudo parecer estranho nos primeiros dias, a maioria das surpresas são absolutamente normais. Aqui ficam algumas das mais frequentes:

Custa-lhe a fazer cocó

Faz ruídos, torce o rosto e fica corado? Não há motivos para preocupação. Ao realizar poucos movimentos intestinais durante a sua vida no útero, os músculos abdominais do bebé não estão suficientemente exercitados. Além disso, o leite, o unico alimento que ingere, deixa poucos resíduos. Mas isso não significa que esteja com prisão de ventre.

Bolsa o leite

Às vezes, depois de comer ou arrotar, o bebé deixa escapar uma pequena quantidade de leite. Isto deve-se à imaturidade dos sistema digestivo. Convém distinguir a regurgitação do vómito: este produz-se de forma repentina e brusca e a criança pode expulsar uma toma inteira. Nestes casos, consulte o pediatra.

Pontos brancos no céu da boca

Não há qualquer problema. Estas pequenas manchinhas denominam-se pérolas de Etstain e devem-se a um excesso de fibrina. Aparecem em muitos recém-nascidos, não são dolorosos nem implicam que o bebé tenha algum problema. Desaparecem com o tempo.

Arqueia as pernas

E é possível que também entorte os pés para dentro. No útero há pouco espaço, pelo que o feto se vê obrigado a manter as pernas flectidas, os pés dobrados e as costas côncavas. Por isso, depois de nascer, tende a encolher as extremidades. Passados alguns meses, as ancas e os músculos já estarão alargados e o tronco e pernas mais esticados.

Unhas dos pés encravadas

Parece que as unhas dos pés, sobretudo as dos dedos maiores, se incrustam na carne, enquanto a pele à volta fica vermelha. Isto é frequente nos bebés e na maior parte dos casos não tem importância. Pode fazer-se uma prova simples, apertando o dedo: se a unha está encravada, o bebé encolherá o pé e queixar-se-á.

Entorta os olhos

O aparente estrabismo do recém-nascido deve-se ao facto de ainda não conseguir controlar os músculos dos olhos. Por vezes, custa mantê-los em linha quando tenta focar os rostos. Na maior parte dos casos, é passageiro, apenas se deve considerar preocupante se os olhos estão “em bico” de forma permanente ou se continuam assim passados três meses.

Pele fina

O tom translúcido dos recém-nascidos deve-se à imaturidade do sistema circulatório e do mecanismo que regula a temperatura do corpo. Conforme se vão aperfeiçoando, a pele terá um aspecto mais opaco. As manchas vermelhas e s rugas também são temporárias e devem-se ao facto de bebé ter estado meses a flutuar no líquido amniótico.

Chora sem lágrimas

Durante os primeiros dias, as glândulas lacrimais só produzem a quantidade de líquido suficiente para manter a humidade dos olhos. Também é normal e corrige-se em poucas semanas.

Muito pêlo

Algumas crianças têm uma penugem que lhes cobre quase todo o corpo. Chama-se lanugo e, por vezes, está presente até às orelhas. Em poucas semanas cairá e desaparecerá.

Respiração irregular

Respira de modo irregular e, por vezes, faz breves pausas entre uma e outra respiração. Isto deve-se ao facto dos pulmões serem ainda pequenos e dos seu sistema neurológico ainda não estar totalmente desenvolvido.

Descoordenação

depois do nascimento, as zonas cerebrais mais desenvolvidas são aquelas que estão relacionadas com os reflexos e com as funções orgânicas fundamentais ( como a batida do coração); mas o cerebelo, que está encarregue de coordenar o movimento, ainda não está devidamente. Não há razão lhe dar importância. Ao fim de alguns meses, o bebé coordenará melhor os movimentos.

Come pouco de cada vez

O recém-nascido necessita de comer frequentemente pois o seu estômago ainda é muito pequeno. O melhor conselho é alimentá-lo a pedido, a única forma de estarmos seguros de que bebe todo o leite de que necessita.

As orelhas são moles

Não deve preocupar-se. A cartilagem é ainda muito frágil, mas em poucas semanas começará a endurecer e as orelhas adquirirão uma forma mais estética.

O umbigo está saliente

Nos primeiros dias, o umbigo pode sobressair ou parecer algo inchado mas, em geral, quando o cordão umbilical seca e cai, o umbigo começa a ter um aspecto menos saliente.

Um volume no peito

A pequena protuberância que se pode tocar no final das costelas  é o topo do esterno. Nas crianças mais pequenas esse osso está acompanhado por três segmentos e, por vezes, pode observar-se uma saliência. Pouco a pouco, vai-se cobrindo de músculo e gordura.

Tem os pés chatos

É normal que assim pareça. O arco da planta do pé só se forma entre os quatro e os seis anos.

Faz caretas a dormir

Estes gestos chamam-se “sorriso do sono” e são uma característica normal do recém-nascido. Tratam-se de contracções musculares involuntárias que se produzem quando dorme profundamente ou quando passa de uma para outra fase do  sono. Não é necessário fazer nada.

Outros artigos relacionados:



Deixe o seu comentário

Deixe o seu comentário, ou efectue uma ligação para este artigo.
Poderá também subscrever estes comentários via RSS.

O seu e-mail nunca será publicado. Os campo obrigatórios estão assinalados como um *