Reflexos num bebé é um sinal de vitalidade

Reflexos num bebé recém-nascido

Reflexos num bebé recém-nascido

Quando um bebé nasce, não é uma folha em branco. Nem sequer se trata de um ser totalmente indefeso que se dedica exclusivamente a dormir, a comer e a chorar. O seu padrão evolutivo é, de facto , espantoso. E tudo parece estar disposto para  assegurar a sobrevivência da criatura.

Um recém-nascido chega ao mundo quase perfeitamente equipado para sobreviver. Por exemplo, um dos reflexos fá-lo rodas a cabeça quando alguém ou algo lhe toca no rosto e isso permite-lhe encontrar o peito, apesar de ainda não ver muito bem.

No início, é o cerebelo quem manda, pois é ali que estão localizados os reflexos. Conforme se vai desenvolvendo o sistema nervoso do bebé, o cérebro vai ganhando peso e os reflexos vão passando para um segundo plano, sendo ultrapassados por outros movimentos e acções novas e conscientes.

Em alguns reflexos, está perfeitamente claro de onde vêm e a função que cumprem, noutros trata-se apenas de suposições. Os reflexos ajudam o pediatra a comprovar se o bebé é saudável e se a sua evolução é normal.

Para os pais, observar os reflexos do seu bebé (excepto o de Moro, que envolve algum risco) pode ajudar a estabelecer uma primeira comunicação com a criança. É uma espécie de jogo. O pai ou mãe gera um estímulo e o bebé reage. O resultado é emocionante e assombroso, tendo inclusivamente algo de suspense, já que as reacções vão mudando com o tempo.

Com a evolução, o interessante já não é a resposta em si, mas, como a dá. Todos os dias, o bebé vai aprendendo algo novo sobre si mesmo e sobre o seu pequeno corpo. A relação entre os pais e o bebè ficará ainda mais estreita se ambos estiverem atentos e responderem mutuamente. São os primeiros passos para uma “equipa” bem combinada.

Outros artigos relacionados:



Deixe o seu comentário

Deixe o seu comentário, ou efectue uma ligação para este artigo.
Poderá também subscrever estes comentários via RSS.

O seu e-mail nunca será publicado. Os campo obrigatórios estão assinalados como um *