Desenvolvimento mental de 1 ano aos 21 meses

de-1ano-aos-21-meses-1 ano:

Compreende já muitas coisas, tais como identificar um objecto num livro, reconhece perguntas que lhe são dirigidas. Pega em objectos e dá á mãe, emite sons e pronuncia três ou quatro palavras com significado.

Estimule:

Demonstre-lhe afecto não só através de colo, beijos e abraços como também através de brincadeiras, para lhe criar a noção do que é demonstrar emoções. Quando estiver a realizar tarefas com ele explique-lhe o que está a fazer, tais como calçar meias e sapatos, uma colher de sopa, entre outras que podem ser descritas…

15 meses: de-1-ano-aos-21-meses-2

O seu filho já conhece partes do corpo e sabe identificá-las. Gosta de ver imagens de animais e de ouvir o som que emitem.

Estimule:

Crie o hábito ensinando-o a arrumar os seus objectos no lugar correcto. Transmita-lhe a sensação que fez proezas, dizendo-lhe palavras positivas quando ele realizar algumas tarefas.

18 meses:

Imita algumas das suas acções, realizando algumas tarefas, isso contribui para a construção da sua auto-estima e a criança fica satisfeita. Aponta objectos no livro se lhe disser o nome, reconhecendo já bastantes destes.

Estimule: 

É muito importante que a mãe vá falando com a criança ao longo da realização das tarefas e repetindo várias vezes determinadas acções para que a criança seja estimulada através da repetição. Apresente-lhe jogos novos como os cubos que encaixam uns nos outros. 

21 meses:

Sabe pedir-lhe comida, bebida ou brinquedos. Quando não se faz entender é capaz de a agarrar ou empurrar até ao objecto pretendido.

Estimule:

Emita sons referentes a cada objecto diferente, não só dos animais mas como também de aviões, comboios, gatos, cães, entre outros… quando brincar com a criança vá-lhe ensinando o nome  das várias cores.

Outros artigos relacionados:



One Comment

  • Leandra
    Novembro 24, 2014 | Permalink | Responder

    Quero comprar esse carrinho da foto que o bebe esta empurrando
    Onde acho?

Deixe o seu comentário

Deixe o seu comentário, ou efectue uma ligação para este artigo.
Poderá também subscrever estes comentários via RSS.

O seu e-mail nunca será publicado. Os campo obrigatórios estão assinalados como um *